Pesquisar este blog

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Gil fez estágio com Silas no Avaí



O ex-atacante Gil, artilheiro da Internacional de Limeira no Campeonato Paulista da Série A-3 deste ano e atual auxiliar-técnico de Betão no time Sub-20, passou uma semana em Florianópolis. Ele esteve ao lado do técnico Silas, revelação do Brasileirão, em um estágio no Avaí. Essas fotos foram tiradas no Estádio da Ressacada, campo do Avaí.
O time catarinense empatou no fim de semana com o Santos por 2 a 2 e ocupa atualmente a 9ª colocação no Campeonato Brasileiro, com 54 pontos ganhos, na zona de classificação para a Copa Sul-Americana.
Depois de completar o estágio, Gil viajou às pressas para Limeira, onde defendeu o Estudantes nas semifinais da Copa Gazeta Ouro. Sua equipe venceu a Portuguesa por 2 a 0, em partida realizada no Estádio Comendador Agostinho Prada. No próximo domingo, Estudantes e Santo Antônio decidirão a chamada "Libertadores do Amador".
Gil pretende se tornar treinador em breve e essa oportunidade vale ouro para a sua carreira. Quem sabe seja o próprio Gil o treinador leonino na Segundona de 2010, já que até agora a diretoria ainda não definiu o nome do comandante da equipe para a próxima temporada. Se bem que o próprio Gil descartou assumir a Inter nesse momento. "Preciso de um tempo maior para me tornar um treinador", afirmou.

Limeirense Mayara Martins é bicampeã brasileira de natação


A nadadora limeirense Mayara Martins, do Gran São João/Anel/Faculdades Integradas Einstein, conquistou o bicampeonato brasileiro na prova dos 200m borboleta. A competição foi realizada no Clube Curitibano, em Curitiba (piscina olímpica de 50m), no fim de semana, e contou com 475 atletas de 102 clubes de todo o país.

Ao todo foram superados 53 recordes no Brasileiro. Mayara Martins registrou o tempo de 2’22’87. No 1º dia de competições, Mayara conquistou a medalha de prata nos 200m peito, com o tempo de 2’45”72. Outros resultados expressivos do Gran São João foram a terceira colocação de Catarina Ganzeli nos 400m medley, com o tempo de 5’14”54 e a quinta colocação de Natália Becker nos 200m costas, com 2’29”50. A atleta Elizabeth Magione (Colégio Acadêmico) completou a equipe limeirense.

O técnico Rossano Jacon Chanquetti ficou satisfeito com os resultados obtidos, principalmente porque na classificação geral por clubes o Gran ficou em 10º lugar entre os 102 participantes.

Inter de Limeira pode contratar Jair Picerni


O sonho do presidente da Internacional de Limeira, Dr Ailton Oliveira, era contar com o técnico Jair Picerni no Campeonato Paulista da Segunda Divisão em 2010, independente do alto salário que o profissional receberia. Quando o Red Bull Brasil anunciou a contratação do ex-treinador do Palmeiras este ano, Dr Ailton elogiou demais a direção do clube campineiro e apostava no acesso da equipe para a Série A-3. "É um baita profissional", dizia.

Pois bem, acabo de receber um comunicado da assessoria de imprensa do Red Bull Brasil confirmando que a parceria com Jair Picerni chegou ao fim. Estava no contrato que após o término do Campeonato Paulista, o time e o técnico seguiriam caminhos diferentes na próxima temporada.

Sob o comando de Jair Picerni, o clube de Campinas disputou 21 jogos, com 13 vitórias, 4 empates e apenas 4 derrotas, com um aproveitamento de 68,25% dos pontos disputados. A equipe fez 38 gols e sofreu apenas 18. Vale lembrar que Jair Picerni já comandou a Internacional de Limeira no passado.

O técnico que comandará o clube na disputa do Campeonato Paulista da Série A-3 será anunciado em breve. Claudemir Peixoto, ex-Independente e Desportivo Brasil, seria um dos pretendidos pela direção do Red Bull.

Inter de Limeira goleia e está nas quartas de final do Paulista Society


A equipe de futebol society da A.A. Internacional de Limeira garantiu vaga nas quartas de final do Campeonato Paulista de Futebol Society - 3ª Divisão 2009, ao derrotar o Milan Futebol Clube por 7 a 2, no último domingo, na Arena Sport Brasil, em São Paulo.

A equipe limeirense, que jogava por um simples empate por ter a melhor campanha, abriu o placar com o artilheiro Guina, aos 7'35. O empate aconteceu aos 11’35, mas o experiente Edinho, ex-jogador do Independente (foto), colocou o Leão em vantagem aos 13'10. Dois minutos depois, o pivô Guina fez 3 a 1. A Inter marcou mais duas vezes na primeira etapa, com Guina aos 19’40 e com Luizinho aos 20'45. Com os gols que marcou, Guina chegou aos 22, assumindo a vice-artilharia da competição.

Com o placar de 5 a 1, a Inter voltou ainda mais tranquila para a etapa complementar, pensando apenas em administrar o marcador. Logo aos 2'45, o Milan descontou e quando dava a impressão de que poderia complicar a vida do alvinegro, Leandro Grigoletto chutou do meio da quadra aos 8'15 e contou com um desvio da zaga: 6 a 2. Para fechar com chave de ouro, aos 19’45, Robinho deu números finais a partida.Desta forma, a Internacional está a uma vitória do acesso à Segunda Divisão.

O Leão volta a campo pelo Campeonato Paulista de Futebol Society no próximo domingo, quando enfrentará o União Desportiva Guaru, às 16h, na Arena Sport Brasil, em São Paulo.Já no Campeonato Paulista RMC, válido pelo Interior, a Inter se encontra em segundo lugar na classificação geral com 12 pontos conquistados em 7 jogos, sendo 3 vitórias, 3 empates e 1 derrota. Apoiam a equipe leonina: Panfele Jóias, Escont Escritório Contábil, Maximu's Foto e Vídeo e Gyga Byte Buffet e Restaurante.

domingo, 29 de novembro de 2009

Que ironia: Inter/RS na mão do Grêmio


Pode comemorar torcedor do Flamengo, que o título do Campeonato Brasileiro deste ano ficará mesmo na Gávea. Fui feliz em minha postagem anterior sobre o assunto, só achava que o São Paulo pudesse pelo menos empatar com o Goiás, no Serra Dourada. Time que perde de goleada em uma rodada decisiva não merece ser campeão. E olha que eu estava torcendo muito pelo Tricolor. Até apostei e perdi feio.

Por outro lado, grande vitória do Palmeiras sobre o Atlético/MG, o verdadeiro "cavalo paraguaio" da competição. E que gol aquele do Diego Souza hein? Um absurdo de gol. Jamais fará um igual. Achei que o Galo Mineiro, do meu amigo Henrique Guzella, fosse se recuperar de 3 derrotas consecutivas, mas apanhou de novo. Culpa de quem? Do Celso Roth, para variar. Respeito o homem Celso Roth, mas reprovo o profissional. Ele é pé frio, não adianta insistir e contrariar.

Convenhamos, que "migué" do Ronaldo em Campinas. Ele pode até ter realmente entido um problema muscular, mas o mundo sabia que jamais ele faria um gol no seu time do coração. Ele já apunhalou o torcedor rubro-negro assinando contrato com o Corinthians. Imagine só marcar o gol que daria consequentemente uma chance maior do São Paulo ser o campeão. Isso jamais. O Flamengo é o novo líder com 64 pontos e só depende de suas forças para ser o campeão. Basta vencer o time reserva do Grêmio, domingo no Maracanã.

O Internacional/RS é o novo vice-líder com 62 pontos, pois ganhou "roubado" do Sport, na Ilha do Retiro, por 2 a 1. O time pernambucano vencia por 1 a 0, quando Lauro cometeu um pênalti bisonho. O paulista Paulo César de Oliveira nada marcou. Melhor para o time de Mário Sérgio que virou com gols de Kleber e Andrezinho. Agora, o Colorado precisa vencer o desesperado e quase rebaixado Santo André e ainda torcer para o seu "querido" rival Grêmio não perca para o Flamengo. É mais fácil eu casar novamente do que isso acontecer. Já Élvis como diz meu irmão Cleber.

O Cruzeiro goleou o Coritiba, passou o rival Atlético e está na briga pela Libertadores. Acho que não disputará a competição sul-americana, pois o São Paulo vencerá o Sport, no Morumbi, na famosa "festa sem graça". A rodada foi péssima para o time de Ricardo Gomes, que da primeira colocação caiu para o quarto lugar, agora distante do título e com chances de ficar fora da Libertadores. O próprio goleiro Rogério Ceni jogou a toalha após a derrota.

Santo André e Botafogo com o pé na cova

Na parte de baixo da classificação, o Náutico é o segundo clube rebaixado à Série B e faz companhia ao rival Sport. O time pernambucano, com 38 pontos, foi derrotado pelo Santo André por 5 a 3, no ABC paulista. Agora com 41, a equipe paulista segue com chances de evitar o rebaixamento, mas precisa bater o Internacional e torcer por derrotas de Coritiba e Botafogo.
Quem está na zona da degola é o Botafogo, derrotado pelo Atlético Paranaense por 2 a 0, em Curitiba. Com 44 pontos, o clube alvinegro carioca está empatado com o Coritiba - goleado pelo Cruzeiro - na pontuação, mas perde no número de vitórias (12 a 10).

Com um ponto a mais está o Fluminense, que finalmente deixou a zona de rebaixamento com uma goleada sobre o Vitória por 4 a 0, no Maracanã. Na última rodada, enfrenta o Coritiba, no Paraná, na briga direta para não cair. Quem está feliz da vida com a reação do Fluminense é o matemático Oswald de Souza. Meu pai Edmundo Silva até chorou com mais uma goleada do Pó de Arroz.

Caçulas decidirão a Copa Gazeta Ouro



Estudantes e Santo Antônio, que participam pela primeira vez da Copa Gazeta Ouro, decidirão o título no próximo domingo, às 10h, no Estádio Comendador Agostinho Prada, com transmissão ao vivo da TV Jornal e da Rádio Educadora de Limeira 1020 AM.
Pelas semifinais da chamada "Libertadores do Futebol Amador", o Estudantes eliminou a Portuguesa por 2 a 0, no Pradão. O primeiro gol do jogo surgiu aos 15 minutos, quando Digão lançou Dega na entrada da área. O atacante cortou o zagueiro Carlão e de perna esquerda abriu o placar. Foi um gol histórico, já que Dega se tornou o maior artilheiro da história da Copa Gazeta com 27 gols, deixando Will Cambalhota para trás, com 26. A Portuguesa valorizou a vitória do Estudantes, apresentando um futebol de muita valentia. Chances de gols foram criadas, principalmente após as entradas de Alex e Dinho no segundo tempo. Dinho por sinal, perdeu o gol mais feito do jogo ao encobrir Franck, para fora. Quando a Lusa estava perto de empatar, PC em uma cobrança magistral de falta da meia-esquerda deu números finais a partida. Destaque para a boa arbitragem de Norberto Silveira, o "Guinho", forte candidato a apitar a decisão de domingo.







Ficha técnica
Estudantes 2 x 0 Portuguesa
Gols -
Dega aos 15 minutos do 1º tempo e PC, de falta, aos 46 minutos do 2º tempo (ES)
Local - Estádio Comendador Agostinho Prada (Pradão)
Árbitro - Norberto Luciano Silveira
Assistentes - Alex Alexandrino e Cláudio Roberto Costa
Estudantes - Frank; Valdo, Carlão, Valério e PC (Elton); Dú Vandão), Rafael, Digão (Marcelo) e Vitor Hugo (Catê) (Ronaldinho); Gil e Dega (Laranjinha). Técnico: Dori
Portuguesa - Agrene; Fernandinho (Fabinho), Carlão, Lú e Zoinho; Edinho (Flávio), Cesinha, Baia (Alex) e Tarciso; Sapinho (Gilberto) e Giliardo (Dinho). Técnico: Maciel
Ocorrências - cartões amarelos para PC e Vitor Hugo (Estudantes) e Flávio (Portuguesa).

Santo Antônio elimina o Santa Cruz nos pênaltis



O adversário do Estudantes será o Santo Antônio, que eliminou o favorito Santa Cruz, no CT Pinóquio. O time de Roberto Luxemburgo Martins abriu o placar logo aos 2 minutos, com Isaías, ex-atacante da Ponte Preta, do Paulista de Jundiaí e da própria Internacional de Limeira. Inúmeras chances foram criadas pelo time da Vila Queiroz, que teve no experiente meia Piá, aniversariante do dia, uma de suas principais figuras em campo.
Quando a partida caminhava para o seu final, o zagueiro Nicola arriscou de longe e o goleiro Paraná aceitou. Um frango daqueles históricos. Imediatamente, Roberto Martins o sacou para a entrada de Gelson, o maior pegador de pênaltis do futebol limeirense. A decisão da vaga foi para os pênaltis e o Santo Antônio levou a melhor, com o goleiro Renatinho virando o herói da classificação por 3 a 1. O técnico Sebastião Reis, o "Sexta-Feira 13", que nunca conquistou uma Copa Gazeta, terá a grande chance no domingo. Ele perdeu duas finais em seu currículo.





Pênaltis





Tailândia, Nelson, Charles, Guilherme e Thiago foram os responsáveis em cobrar os pênaltis para o Santa Cruz. Já o técnico Reis acabou optando pelos jogadores Juninho, Wânder, Daves, Anderson e Zé Carlos. Quem iniciou a cobrança foi o Santa Cruz com o atacante Tailândia que bateu por cobertura, pela linha de fundo. Na sequência, Juninho do Santo Antônio fez 1 a 0. O zagueiro Nelson e volante Charles, também não tiveram sucesso no Santa Cruz. Enquanto que Guilherme foi o único que marcou para o time de Roberto Martins. Já o Santo Antônio teve mais competência e através das finalizações positivas dos jogadores Juninho, Daves e Anderson, venceu o Santa Cruz por 3 a 1, garantindo-se na final da Copa Gazeta Ouro diante do Estudantes, domingo no Estádio Comendador Agostinho Prada.



Ficha Técnica
Santa Cruz 1 x 1 Santo Antonio
(nos pênaltis: 3 x 1 para o Santo Antônio)
Gols -
Isaías aos 2 minutos do 1º tempo (SC) e Nicola aos 40 minutos do 2º tempo (SA)
Árbitro - Eleandro Pedro da Silveira
Auxiliares - Giovani César Canzian e Marco Antonio Bagatella
Santa Cruz - Paraná (Gelson); Juninho (Tailândia), Nelson, Adriano e Dedé (Thiago); Charles, Juari, Ricardo e Piá (Paulinho); Isaías (Indião) e Guilherme. Técnico - Roberto Martins.
Santo Antônio - Renatinho; Nicola, Anderson, Zé Carlos e Chiquinho; Danilo (Neguitão), Tchô, Fabiano Negreiro (Daves) e Rogerinho (Juninho); Léo (Curumim) e Wânder. Técnico - Sebastião Reis.
Ocorrências - cartões amarelos para Juninho, Charles e Ricardo (SC); Nicola e Rogerinho (S.A)

Metalúrgicos e Gran São João decidirão a Copa Gazeta Fraldinha



Metalúrgicos e Gran São João, duas das principais escolinhas de futebol de Limeira, decidirão no próximo domingo, no Estádio Comendador Agostinho Prada, o título da Copa Gazeta Fraldinha, categoria Sub-11. Enquanto o Metalúrgicos goleou o CME/Iracemápolis, o Gran São João conquistou uma classificação heróica contra o CT Amarildo, nas penalidades máximas.

Metalúrgicos goleia e se vinga de 2008



A decisão da Copa Gazeta Fraldinha, categoria Sub-11 de 2008 foi reeditada na manhã de hoje no CT do Pinóquio. Metalúrgicos e CME/Iracemápolis estavam novamente frente a frente porém, desta vez quem levou a melhor foi a equipe de Limeira.
Os comandados dos irmãos Lopes entraram em campo determinados. Desde os primeiros movimentos de jogo a supremacia era evidente, proporcionada por um bom toque de bola, jogadas ensaiadas e uma firme marcação. O resultado foi a abertura do placar logo aos 6 minutos, com um gol olímpico. Pela direita, Giovani fez o levantamento para a área encobrindo o Léo. Era o começo da goleada. O rápido ataque do Metalúrgicos criava uma oportunidade atrás da outra. Aos 9 minutos, também na cobrança de um tiro esquinado, Du levantou com precisão e o capitão Léo Dias ficou livre para cabecear: 2 a 0.
O CME/Iracemapolis não conseguia passar da linha que divide o gramado. Aos 12 minutos, nova tabela envolvendo Du e Igor Pian, que chutou colocado da marca do pênalti. Boa defesa do goleiro do CME. Parecia que os escanteios estariam mesmo definindo a parada. Aos 13 minutos, depois da cobrança, a bola chegou até Igor, que cruzou e encontrou Adriel que só arrematou. O Metalúrgicos ainda teria tempo de construir outra boa jogada ofensiva. Du, com habilidade, tocou para Igor invadir a área. A conclusão foi boa, mas o goleiro Léo, apesar da goleada que se construía, mais uma vez apareceu bem, desviando para a lateral.

Segundo Tempo



No segundo tempo o time de Iracemápolis voltaria mais disposto, tanto é que conseguiu seu primeiro ataque aos 2 minutos. Vitão, que substituiria Jean no intervalo, arriscou um tiro de longa distância obrigando o goleiro Lucas a praticar uma defesa em dois tempos. Mas era pouco. Em contra-ataque envolvente o ponteiro Igor deu um corte no adversário e finalizou, conseguindo um escanteio. Depois da cobrança a bola viajou até o bico esquerdo da área. Léo Dias então serviu Emerson, que teve tempo de dominar a fazer 4 a 0. Léo Dias aparecia de novo aos 8 minutos cobrando falta da intermediária. O chute desta vez foi alto, se perdendo. O treinador Lopes, vendo a vitória assegurada, começou a promover substituições. A partida ficou mais equilibrada porém, a força ofensiva do Metalúrgicos prevalecia. Dois ataques de perigo para a CME aconteceram a partir dos 10 minutos. Primeiro foi a vez de Bruninho, aproveitando uma cobrança de tiro esquinado. Depois o lance envolveu Vitão, que ao lado de Caio partiram com tudo para grande área. O atacante de Iracemápolis sofreria pênalti. Com categoria o atacante Juninho mandou no canto esquerdo e fez o gol de honra de sua equipe.
Aos 16 minutos, a resposta. Vitor Hugo, que substituiria Emerson, deixou sua marca. Ao receber um passe açucarado de Adriel ele penetrou na grande área e apenas tocou por baixo na saída do goleiro, comemorando com uma cambalhota mortal e muita alegria: 5 a 1. O gol derradeiro aconteceria minutos depois, aos 18. João Vitor bateu escanteio e Léo Dias subiu para cabecear, encerrando a goleada. O Metalúrgicos enfrentará o Gran São João no próximo domingo, na grande final da Copa Gazeta 2009.



Ficha Técnica
Metalúrgicos 6 x 1 CME/Iracemápolis
Gols -
Giovani (6’), Leo Dias (9’) e Adriel (13’), pelo Metalúrgicos, primeiro tempo; Emerson (5’), Vitor Hugo (16’) e Leo Dias (18’) pelo Metalúrgicos, segundo tempo e Juninho (14’), para a CME Iracempápolis, segundo tempo.
Árbitro - Marcelo Saltori
Auxiliares - Marco Antonio Bagatela e Gionavi Cezar Canzian
Metalúrgicos - Lucas; Gustavo (João Vitor), Leo Clombo, Felipe (Mateus) e Gabriel (Henrique); Leo Dias, Adriel, Emerson (Vitor Hugo) e Giovani; Du (Renato) e Igor Pian. Técnico - Laudenir Lopes.
CME/Iracemápolis - Léo; Fabrício, Bruno, Renan e Marcelo (Soares); Caco, Murilo (Marco Antonio), Jean (Vitão) e Rafael; Juninho e Bruninho. Técnico - Padovan.

Gran São João conquista classificação heróica



O que parecia um jogo perdido transformou-se em vitória heróica. Após estar perdendo por 2 a 0 a menos de dois minutos do apito final, o Gran São João arrancou um empate espetacular no tempo normal diante do CT Amarildo e conquistou, nos pênaltis, o direito de disputar a final da Copa Gazeta 2009 categoria sub-11 no próximo domingo, contra o Metalúrgicos.
O jogo na manhã de hoje no Estádio Comendador Agostinho Prada demorou a engrenar. O primeiro lance de perigo ocorreu apenas aos 9 minutos, quando o atacante Baracho, do CT, arrematou para fora bola alçada em cobrança de falta do zagueiro Mateus. Mais consistente, o time de Amarildo impunha domínio, e aos 13 minutos, o zagueiro Marquittos fez "fila" e passou para o ponta Léo Resende, que chutou por cima. O Gran respondeu na sequência. Após escanteio, Patrick escorou e exigiu defesa do goleiro Bruno.
O maior volume de jogo do CT começou a resultar em gols. Em mais uma de suas perigosas descidas pela direita do ataque, o meia Gui Nunes levantou e a bola sobrou para o atacante João, que desviou no canto esquerdo da meta do goleiro Gigante: 1 a 0 CT Amarildo. O time do técnico Eduardo quase empatou na sequência; Patrick dominou dentro da área, mas o chute cruzado foi à direita de Bruno. O CT Amarildo ainda teve mais uma chance no primeiro tempo. O goleiro Gigante soltou a bola cruzada por Gui Nunes, mas Léo Resende desperdiçou a chance.



Segundo Tempo

No segundo tempo, a partida ficou equilibrada. O Gran São João teve a primeira chance em cobrança de falta do volante Bovi, mas a bola passou à direita da meta do goleiro Bruno, sem assustar. O time de Amarildo respondeu numa bola despretensiosa. A zaga do Gran "furou" e a bola sobrou limpa para Léo Resende, que, mais uma vez, desperdiçou, chutando fraco desta vez, facilitando a defesa do goleiro Gigante.
Demonstrando novamente eficiência no ataque, o CT ampliou o placar. O caminho para o gol passou novamente pelos pés do meia Gui Nunes, que fez outra bonita jogada pelo lado direito do ataque e chutou cruzado. Veloz, o atacante Baracho desviou para as redes para marcar o segundo do time de Amarildo: 2 a 0. O terceiro gol quase saiu aos 15 minutos do segundo tempo; Léo Resende ganhou disputa de bola e, da entrada da área, chutou para fora.
O jogo ganhou emoção quando restava pouco menos de dois minutos para o apito final. Após cobrança de escanteio, o meia Patrick, do Gran, desviou para o gol - a zaga do CT ainda tentou evitar, mas não conseguiu impedir que o time do técnico Eduardo diminuísse. Empolgado, o Gran se lançou ao ataque e conseguiu o que muitos não imaginavam. Nos acréscimos, lançamento na área encontrou o atacante Gabrielzinho, que, de virada, empatou o jogo que parecia "perdido".



Pênaltis

Com a igualdade no placar, a vaga foi decidida nos pênaltis. Gabrielzinho converteu a primeira cobrança para o Gran, e Gui Nunes, do CT, igualou. O goleiro Bruno, do CT, defendeu o chute de Patrick e viu o companheiro Pedrinho colocar o time de Amarildo em vantagem. Depois, uma sequência de acertos: Mateus e Marquittos fizeram para o CT, enquanto Guti-Guti, Bovi e João Pedro converteram para o Gran. A decisão estava com Gustavinho, mas o jogador do CT chutou para fora. Com o fim da séria de 5 cobranças, teve a início a alternada. João Vitor marcou para o Gran, e jogou a pressão para Léo, do CT. O lateral do time de Amarildo chutou no travessão. Fim de jogo, muito choro por partes dos meninos do CT, e alegria para o Gran, que, com a vitória heróica, disputará o troféu no domingo.



Ficha Técnica
CT Amarildo 2 x 2 Gran São João (nos pênaltis, 4 a 5)
Local -
Estádio Comendador Agostinho Prada (Pradão)
Árbitro - Cláudio Roberto Costa
Assistentes - Alex Alexandrino e Guilherme Salvador
Gols - João (14') e Baracho (28') para o CT; Patrick (36') e Gabrielzinho (39') para o Gran, no tempo regulamentar; nos pênaltis, Gui Nunes, Pedrinho, Mateus e Marquittos para o CT; Gabrielzinho, Guti-Guti, Bovi, João Pedro e João Vitor para o Gran.
CT Amarildo - Bruno; Léo Dias, Mateus, Gustavinho e Marquittos; Gabriel Oliveira, Sofiatti (Gabriel Cabral), Gui Nunes e Léo Resende (Luciano); João (Mateus) e Baracho (Pedrinho). Técnico - Daniel.
Gran São João - Gigante (Laza); Bruninho, Luquinha, João Bonora e Guti-Guti; Bovi, João Pedro, Mateus (João Vitor) e Patrick; Gabrielzinho e Leandrinho. Técnico - Eduardo.

Metalúrgicos e SEL/Cordeirópolis decidirão a Copa Gazeta Dente-de-Leite



Determinação e garra. Esses foram os segredos do SEL/Cordeirópolis que conseguiu eliminar o favorito Independente, nas semifinais da Copa Gazeta Dente-de-Leite, categoria Sub-13. Foi como o Uruguai vencer o Brasil na Copa de 50, no Maracanã, tamanho favoritismo do time limeirense.
No primeiro minuto de jogo, o meia galista Ramon cobrou um escanteio fechado da direita e acertou o travessão. Era o cartão de visita de um time que aparentava que venceria facilmente. Na primeira vez que chegou, o SEL abriu o placar, para espanto de todos. Cruzamento da esquerda de Caio e gol de cabeça do baixinho Marco Antônio, 1 a 0.
A partir daí o que se viu foi um duelo particular entre o meia Pulga e o goleiro Rafael. Aos 11 minutos, falta da meia-esquerda e Rafael foi buscar no ângulo. Dois minutos depois, Pulga marcou o gol na cobrança de falta, mas o meia não viu o braço do árbitro Saulo Epifânio dos Santos levantado, sinalizando dois lances. Houve muita reclamação, inclusive de alguns pais exaltados, que ficaram xingando o tempo todo o trio de arbitragem.
Só dava Independente e no cruzamento do bom lateral Lucas da direita, Ramon emendou de primeira, mas Rafael, bem posicionado, fez a defesa. Aos 19, Pulga recebeu na meia-esquerda e aproveitou o gramado molhado para tentar o gol. A bola quicou na frente de Rafael, que conseguiu se esticar todo para evitar o empate. Uma defesa portentosa.
O SEL era valente na defesa e seus zagueiros - famosos torres gêmeas - estavam perfeitos nos desarmes. Na base do contra-ataque, por pouco o time comandado por Valdir Pessoa não ampliou. Chute por cobertura de Marco Antônio que quase surpreendeu o goleiro Flávio.Em mais uma bola parada, Pulga arrisca e lá está Rafael para fazer outra espetacular defesa. O goleiro do SEL foi a muralha da rodada, o herói do time cordeiropolense.
E olha que no último minuto do primeiro tempo, por pouco o SEL não ampliou da mesma forma do gol de abertura. Cruzamento da esquerda de Henrique e Marco Antônio escorou sozinho, à esquerda do gol de Flávio.
O segundo tempo foi de pressão absoluta do Independente, que não acreditava no placar adverso. O técnico Jabuti sacou o volante Simonsen para a entrada do atacante Gabriel. Se bem que as melhores chances foram do SEL. Aos 6 minutos, o bom meia Renato, autor do gol da classificação do SEL na primeira fase, conseguiu deixar dois zagueiros para trás e bateu com curva da entrada da área. A bola acertou a trave esquerda de Flávio, caprichosamente não entrando. Um minuto depois, o grandalhão Rafael Henrique cobrou uma falta do meio da rua e a bola explodiu no travessão do Independente.
Em um desentendimento na grande área, o zagueiro galista Daniel e o ala Vítor, do SEL, foram expulsos, porém trocados como permite a regra.No contra-ataque do SEL, assistência perfeita de Rafael Henrique para Renato, que acaba derrubado pelo goleiro Flávio. O volante Rafael Henrique pediu para cobrar, mas chutou mal, à direita do gol, desperdiçando a chance de liquidar a partida.
O Galo teve mais alguns minutos para levar a decisão da vaga para os pênaltis, mas não conseguiu o gol, ficando de fora da grande final. Com o apito final do árbitro, enquanto alguns pais exaltados invadiram o gramado para tirar satisfação com o trio de arbitragem, os garotos do SEL rezavam no gramado, não acreditando na classificação inesperada.



Ficha Técnica
Independente 0 x 1 SEL/Cordeirópolis

Gol - Marco Antônio aos 3 minutos do 1º tempo (SEL)
Local - Sindicato do Papeleiros
Árbitro - Saulo Epifânio dos Santos
Auxiliares - Augusto César Maia Gomes e Fernando de Oliveira Leão
Independente - Flávio; Lucas, Gustavo Francisco, Daniel (Gustavo) e Jonathan; Simonsen (Gabriel), Ederson, Diego Pulga e Ramon (Finazzi); Chocolate e Vítor Araújo. Técnico - Jabuti.
SEL/Cordeirópolis - Rafael; Everton (Vítor) (Samuel), Wigor, Ariel e Bruno Henrique; Rafael Henrique, Henrique Tavares, Luquinha e Renato (Danilo); Caio e Marco Antônio. Técnico - Valmir Pessoa.

Metalúrgicos derrota a Internacional no clássico do Sub-13



No jogo de fundo no Sindicato do Papeleiro, o Metalúrgicos se garantiu na final da Copa Gazeta, categoria Sub-13, ao vencer a Associação Atlética Internacional por 2 a 0. Dentro das quatro linhas o futebol não foi dos melhores, mas a sorte sorriu para o time do técnico Laudenir Lopes, que teve paciência para garantir nos minutos finais da partida a vitória por 2 a 0. O resultado leva o Metalúrgicos a decisão diante do Sel/Cordeirópolis.
Esperava-se uma melhor desenvoltura das equipes do Metalúrgicos e Internacional no bom gramado do Sindicato do Papeleiro. A chuva, que caiu momentos antes da partida não afugentou o bom público que compareceu para prestigiar a partida. A impressão era de que a partida seria disputada acirradamente. Enganou-se quem pensou nesta possibilidade, pois dentro de campo o futebol das equipes não foi o esperado.
Foi o time vermelho e branco do Metalúrgicos que timidamente chegou pela primeira vez a criar algo de perigo. O zagueiro Cauê aproveitou-se da sobra e entrou batendo. O chute saiu cruzado para fora. O volume de jogo parecia maior para o Metalúrgicos, mas a equipe não era objetiva na hora da conclusão. Sendo assim, o placar em branco na primeira etapa refletiu no fraco futebol apresentado pelas equipes.
O Metalúrgicos voltou aceso para o segundo tempo e aos 5 minutos chegou com perigo a meta de Renato. Gabriel bateu com perigo, assustando o time leonino. A resposta da Inter veio em seguida. Gilcimar Júnior pela direita bateu cruzado para fora. Os momentos finais do jogo tornaram-se importantes para o Metalúrgicos.
Na verdade, a vitória da equipe de Lopes foi construída nos detalhes. Aproximando-se da reta final do jogo, o Metalúrgicos partiu para o ataque. Aos 23 minutos, bola levantada do setor esquerdo e Gabriel, de cabeça, deixou a sua marca, 1 a 0. O gol foi fatal para as pretensões da equipe do técnico Gilcimar, que cadenciava a partida antes de sofrer o primeiro gol. A sorte estava mesmo para o Metalúrgicos, que decretou a vitória no último minuto. Outro cruzamento, desta vez do setor direito, e a bola encontrou o atacante Murilo, que de cabeça consolidou a vitória de sua equipe, 2 a 0. Desta forma, o Metalúrgicos carimbou o passaporte para a final da competição diante do Sel/Cordeirópolis.



Ficha técnica
Metalúrgicos 2 x 0 Internacional

Gols - Gabriel aos 23 e Murilo aos 25 minutos do 2º tempo (MET).
Local - Sindicato do Papeleiro.
Árbitro - Augusto César Maia Gomes
Auxiliares - Saulo Epifânio dos Santos e Fernando de Oliveira Leão
Metalúrgicos - Jheymes, Antonio Carlos, Lucas, Cauê e Fadel (Gabriel); Biro, Anderson, Rodrigo e Murilo; Igor (Guilherme) e Gustavo (Julio). Técnico - Laudenir Lopes.
Internacional - Renato, Everton, Rafael, Luis Otávio e Mateus; Igor, Pim, Rafael e Guilherme; Gilcimar Junior e Bruno. Técnico - Gilcimar.

Presidente do Independente sonha com Marcelinho Carioca nos derbys


De onde o Independente está tirando dinheiro ou seu respaldo financeiro eu não sei, mas os planos são bastante ambiciosos para a temporada 2010. Conversei demoradamente com o presidente Mário Rodrigues, o Marinho, que estava pela manhã no Estádio Comendador Agostinho Prada acompanhando as semifinais da Copa Gazeta Ouro. Conversa vai e conversa vem e Marinho me confidenciou um de seus maiores sonhos, que segundo ele, pode mesmo se tornar realidade: contratar o meia Marcelinho Carioca para jogar apenas duas partidas pelo Galo no Campeonato Paulista da Segunda Divisão. Esses dois confrontos seriam justamente contra a rival Internacional, que também caiu para a última divisão do futebol paulista.
Em princípio, achei que ele estivesse "tirando uma da minha cara", mas depois a conversa começou a ficar séria. Até me empolguei. Ele me apresentou todo seu ousado plano e sua estratégia de marketing para essa contratação, além do convite que será feito ao "Pé de Anjo" nos próximo dias. Marcelinho atualmente defende o Santo André, time que está lutando para fugir do rebaixamento para a Série B.
O presidente galista sabe que o craque encerrá sua carreira no fim deste Campeonato Brasileiro e que vai se dedicar a política. Sendo assim, seria possível que o ex-meia do Corinthians aceitasse o desafio, sendo inscrito no campeonato para atuar apenas dois jogos e ganhando é claro, um bom dinheiro para tal. Marinho contou que um investidor estaria decidido a pagar um alto valor para que o jogador fosse a grande atração do Independente nos derbys. Em troca, a diretoria galista lucraria com a renda do jogo no Pradão e dos apoios publicitários que viriam junto com o meia.
Sonhar não custa nada, mas particularmente acho que a chance é mínima de contar com Marcelinho Carioca, diríamos que quase zero. O Rio Claro FC uma vez tentou a contratação de Túlio Maravilha e não conseguiu e o próprio Independente chegou anunciar o ponta João Paulo, ex-Guarani, Corinthians, Bari/ITA e Seleção Brasileira em 2005, mas o jogador não chegou a jogar nenhuma partida pelo Galo em razão de uma contusão.
Para completar, Marinho contou que um ex-meia do Corinthians e do Santos estaria apalavrado com o Independente e que o anúncio desta bombástica contratação deverá acontecer na próxima semana. Ele não revelou o nome - bem que eu tentei -, mas adiantou que o jogador tem 33 anos e uma passagem discreta pelo Timão, oscilando entre a titularidade e a reserva. O novo reforço mora em São Paulo e estaria trabalhando com o futebol atualmente.
Vale lembrar que até agora a diretoria galista contratou o zagueiro Rafael (Palmeiras de Porto Ferreira), os meias Naldinho (Sumaré) e Luís Guilherme (Rádium de Mocóca), além do atacante Acácio (Palmeiras de Porto Ferreira). O zagueiro Neném e o atacante Edelvan foram aprovados neste ano e permanecerão no elenco. O técnico será Marquinhos Costa, que estava comandado o juvenil da Ponte Preta.

Finalistas da Copa Gazeta serão conhecidos hoje


Santa Cruz e Estudantes são apontados pelos especialistas como favoritos para decidirem a edição deste ano da Copa Gazeta Ouro, mas Santo Antônio e Portuguesa não pensam desta forma e querem surpreender, atacando como "azarões". Pradão e CT Pinóquio abrigarão os jogos das semifinais, em mais uma grande cobertura jornalística de toda equipe de esportes da Gazeta de Limeira.
Haja emoção nos jogos semifinais da Copa Gazeta Ouro. Hoje serão conhecidos os finalistas da chamada Libertadores do Futebol Amador de Limeira. Os dois campos deverão receber grandes públicos, isso se o tempo ajudar.
No Estádio Comendador Agostinho Prada, o Estudantes enfrenta a Portuguesa, às 10h. O jogo terá a transmissão ao vivo da TV Jornal, com a narração de Edmar Ferreira, reportagens de Agnaldo Polatto e comentários de João Ferraz.
No Estudantes, o técnico Dori perdeu o atacante Fio, que se apresentou ao Santa Cruz para jogar profissionalmente. Sua aposta recai agora sobre Dega, que costuma crescer em jogos decisivos. Acontece que o "Diabo Loiro" não marca um gol na Copa Gazeta há 3 anos. A última vez que balançou a rede nesta competição foi na final de 2006, quando vestia a camisa do Santa Cruz. Ele marcou o gol que deu o título ao time de Roberto Martins contra o Az de Ouro, na época comandado por Reis, o "Sexta-Feira 13". O próprio Dega entrará motivado em campo. Se marcar 1 gol, o atacante se tornará o maior artilheiro da história da Copa Gazeta. Ele tem os mesmos 26 gols de Will, mas o "Rei da Cambalhota" não estará nas finais, já que o seu Santa Rosa foi eliminado precocemente na primeira fase. "Estou me sentindo melhor e hoje não escapa. Vou marcar e acabar de vez com esse jejum que já está me incomodando", prometeu Dega, que deve formar a dupla de ataque com Gil. O auxiliar-técnico do time Sub-20 da Internacional passou a semana toda em Florianópolis em um estágio com Silas no Avaí, mas prometeu voltar a tempo para atuar.
A principal dúvida de Dori está na lateral-direita entre Rafael e Adriano Iversen. É bem provável que Iversen atue improvisado nesta posição, com Valdo e Wandão formando a dupla de volantes. A boa notícia é o retorno de Vítor Hugo, recuperado de contusão. Digão ainda depende de um aval médico para jogar. Caso seja vetado, Beto pode ocupar o seu lugar. O Estudantes terminou em primeiro lugar do Grupo B, com duas vitórias (6 x 1 Santa Rosa e 3 x 2 Brasil FC) e um empate (1 x 1 Santo Antônio).

Portuguesa embalada
A Portuguesa também chega invicta para as semifinais. O time do técnico Maciel terminou a primeira fase com uma campanha idêntica a do Santa Cruz, mas perdeu no sorteio, ficando com a segunda colocação. O time empatou por 2 a 2 com Santa Cruz e Jardim do Lago, além de vencer o Nova Itália por 2 a 0.
A principal novidade deverá ser o retorno do volante Tarcísio, que não atuou nas últimas duas rodadas em razão de um problema na coxa. Recuperado e recém-casado, o craque, que costuma se dar bem em jogos decisivos, volta no momento mais importante da Lusa no torneio. Campeão da Segundona, a Portuguesa conta com o bom momento dos piracicabanos Baia e Sapinho, os dois convidados para a competição. Alex e Giliardo também prometem dar trabalho a defesa formada por Valério e Carlão, que passou apertada na vitória de virada contra o Brasil FC por 3 a 2, domingo passado.

Problemas no Santa
Na outra semifinal, Santa Cruz e Santo Antônio se enfrentam às 10h, no CT Pinóquio, jogo que terá a transmissão da Rádio Educadora 1020 AM, com a narração de Jorge Neves, comentários de Naldo Dias e reportagens de João Valdir de Moraes.
O técnico Roberto Luxemburgo Martins só definirá o Santa Cruz nos vestiários. Sua equipe está cheia de problemas. O goleiro Gelson, os zagueiros Adriano e Nelson e o lateral Dedé passaram a semana inteira em tratamento médico. O meia Pel pode ser a principal ausência, pois trabalha aos domingos e está tentando trocar o turno para poder atuar. Leandro viveu a mesma situação na semana passada e não atuou. Todos os reservas estão de prontidão. Na primeira fase, o Santa Cruz empatou por 2 a 2 com a Portuguesa e com o Jardim do Lago, além de vencer o Nova Itália por 2 a 0.
O Santo Antônio por sua vez, está encarando o duelo em clima de vingança. Nas semifinais do último Campeonato Amador, o time foi eliminado pelo Santa Cruz aos 47 minutos do 2º tempo no CT Pinóquio, graças a um gol do zagueiro Dê.

Duelo de treinadores
Existe também o duelo particular entre Roberto Martins e Reis, dois grandes amigos fora de campo e inimigos declarados dentro das quatro linhas. "É melhor o Roberto Martins não vim com aqueles presentinhos habituais. Ele me homenageia antes do jogo e depois me vence. Desta vez eu vou tirá-lo do páreo, custe o que custar. Eu preciso ganhar uma Copa Gazeta. Tô até doente para conseguir esse caneco, único que falta em minha coleção", afirmou. O Santo Antônio venceu o Brasil FC por 3 a 1, empatou com o Estudantes por 1 a 1 e perdeu para o Santa Rosa, no último domingo, por 1 a 0.

Fraldinha
Hoje também serão conhecidos os finalistas da Copa Gazeta Fraldinha, categoria Sub-11.
Gran São João e CT Amarildo jogam às 9h, no Estádio Comendador Agostinho Prada. O Gran, do talentoso Gabriel, terminou em primeiro lugar do seu grupo na fase anterior, após vencer o Independente por 4 a 0 e o Santos por 2 a 1, além de um empate sem gols na estreia contra o CME/Iracemápolis. O CT Amarildo por sua vez, foi goleado na estreia pelo Metalúrgicos por 5 a 0, mas se reabilitou nas duas rodadas seguintes, fazendo 4 a 0 no Papeleiro e 4 a 0 na Internacional. Seu principal jogador é Guilherme Nunes, vice-artilheiro da categoria com 4 gols.
A outra semifinal será entre Metalúrgicos e CME/Iracemápolis, às 9h, no CT Pinóquio. O Metalúrgicos perdeu no ano passado uma inevcibilidade de 28 partidas. O time dos irmãos Lopes, que não era derrotado desde a final de 2003 para o Limeira FC, acabou perdendo a final justamente contra o CME/Iracemápolis por 1 a 0, no Pradão. Hoje os dois times se enfrentam em uma espécie de tira-teima.
O Metalúrgicos chega para essas semifinais com uma campanha impecável. Foram três goleadas na primeira fase: 5 x 0 CT Amarildo, 5 x 1 Internacional e 8 x 1 Papeleiro. Seu saldo de gols é de 16. Os rápidos Emerson e Du são os destaques da equipe. Já o CME quer acabar com a fama de "Rei do Empate" este ano. O time comandado pelo técnico Padovan ficou no empate sem gols com Gran São João e com o Santos, conquistando a classificação apenas na última rodada, com um empate com o Independente por 1 a 1. O time foi beneficiado pela vitória do Gran São João contra o Santos.

Fichas Técnicas

ESTUDANTES X PORTUGUESA
Estudantes - Franck; Adriano Iversen (Rafael), Valério, Carlão e PC; Wandão, Valdo, Digão e Vítor Hugo; Gil e Dega. Técnico - Dori.
Portuguesa - Agrene; Fernandinho, Lu, Cascão e Zoínho; Tarcísio, Edinho, Baia e Alex; Giliardo e Sapinho. Técnico - Maciel.
Árbitro - Norberto Luciano Santos Silveira (Guinho)
Auxiliares - Alex Alexandrino e Cláudio Roberto da Costa
Local - Estádio Comendador Agostinho Prada, às 10h

SANTA CRUZ X SANTO ANTÔNIO
Santa Cruz - Gelson (Paraná); Juninho, Dê (Adriano), Carlinhos (Leandro) e Guilherme; Charles, Joari, Ricardo e Pel (Torres); Piá e Faísca. Técnico - Roberto Martins.
Santo Antônio - Renatinho; Neguitão, Anderson, Pardal e Danilo (Chiquinho); Doriva, Zé Carlos, Fabiano Negreiro e Wânder; Curumim e Léo. Técnico - Sebastião Reis.
Árbitro - Eleandro Pedro da Silveira
Auxiliares - Giovani César Canzian e Marco Antônio Monteiro Bagatella
Local - CT Pinóquio, às 10h.
Categoria Amadora:
Artilheiros
4 Gols - Bismarque (Santa Rosa)
3 Gols - Gil (Estudantes)
2 Gols - Indião (Santa Cruz), Vítor Hugo (Estudantes), Fabinho e Matheus Garcia (Jardim do Lago), Dinho (Portuguesa) e Sidney (Brasil FC)
1 Gol - Ricardo, Faísca, Guilherme e Pel (Santa Cruz), Giliardo, Baia, Sapinho e Fernandinho (Portuguesa), Everton e Eric Nogueira (Jardim do Lago), Del (Nova Itália), Fio, Digão, Catê, Valdo e contra (Estudantes), Wander, Pardal, Curumim e Zé Carlos (Santo Antônio), Felipe Chimack, Betinho, John e Rodriguinho (Brasil FC) e Ôla (Santa Rosa)
Goleiros
9 Gols - Fábio (Santa Rosa) e Pica-Pau (Brasil FC)
5 Gols - Rafinha (Jardim do Lago)
4 Gols - Gelson (Santa Cruz), Agrene (Portuguesa), Leleu e Fabiano (Nova Itália) e Franck (Estudantes)
3 Gols - Renatinho (Santo Antônio),
0 Gol - Nando (Santa Rosa)
Categoria Fraldinha - Sub-11
Artilheiros:
5 Gols - Emerson e Du (Metalúrgicos),
4 Gols - Giovane (Metalúrgicos) e Guilherme Nunes (CT Amarildo)
3 Gols - Gabriel (Gran São João)
2 Gols - Leozinho (CT Amarildo) e Patrick (Gran São João)
1 Gol - Luís (Gran São João), Matheus e Vinícius (Independente), Tiago e Léo (Santos), Vítor Hugo, Henrique, Igor e Adriel (Metalúrgicos), Leonardo e Adalberto (Papeleiro), Leonardo e Luís Fernando (Internacional), Bruninho (CME/Iracemápolis), Baracho e Léo Resende (CT Amarildo)
Goleiros
10 Gols - André (Internacional)
8 Gols - Diego (Papeleiro)
6 Gols - Guilherme e João Vítor (Independente)
5 Gols - Bruno (CT Amarildo) e Matheus (Papeleiro)
3 Gols - Rafael (Santos)
2 Gols - Lucas (Metalúrgicos)
1 Gol - Léo (CME/Iracemápolis), Lucas Nadotti e Gustavo Lara (Gran São João)

sábado, 28 de novembro de 2009

Goleiro Bruno completará 200 jogos pelo Flamengo


Esse foi indiscutivelmente, o melhor ano da carreira do goleiro Bruno, do Flamengo. Votei nele inclusive na seleção dos melhores do Campeonato Brasileiro. Ele fez defesas impressionantes neste campeonato e pegou muitos pênaltis.

Ele teve a façanha de defender duas penalidades máximas cobradas por Paulo Henrique Ganso contra o Santois, no Maracanã. Também garantiu a vitória contra o Botafogo, no Engenhão, pegando o pênalti de Lúcio Flávio. Foi realmente uma muralha. Sem esquecer das intervenções que teve no empate sem gols contra o Goiás, no domingo passado. Trabalhou dobrado.

Contra o Corinthians, amanhã às 17h, no Brinco de Ouro da Princesa, Bruno completará 200 jogos com a camisa do Flamengo. Capitão do time desde a aposentadoria de Fábio Luciano, o jogador quer comemorar a marca garantindo uma vaga na Taça Libertadores da América e, se possível, encaminhar o título do Brasileirão.

Na competição sul-americana, ainda há um nome que está engasgado na garganta de Bruno: Salvador Cabañas. O atacante paraguaio foi o destaque da vitória por 3 a 0 do América do México sobre o Flamengo, em pleno Maracanã no ano passado. No primeiro jogo, o Flamengo, de Joel Santana, havia goleado por 4 a 2. O resultado eliminou o time em 2008, na última participação flamenguista na Libertadores. "Foi um dos dias mais tristes da minha vida", confirmou o arqueiro.

Bruno também promete homenagear o ex-camisa 1 do Flamengo Zé Carlos, que morreu em julho, vítima de câncer. O jogador contou que vestirá uma camisa especial na última partida do Rubro-Negro no Campeonato Brasileiro, que será contra o Grêmio, no dia 6 de dezembro, no Maracanã. O jogo pode consagrar o sexto título do time da Gávea na competição nacional.

O goleiro pediu a diretoria para confeccionar um uniforme todo branco, com sua assinatura e a do Zé Carlos também. A ideia é que essa camisa seja vendida e que parte do dinheiro seja destinada a família do ex-jogador. Zé Carlos teve duas passagens pelo Flamengo. Na primeira, conquistou a Copa União, em 1987, o que lhe rendeu uma convocação para a Copa do Mundo de 1990. O jogador foi para a Europa e voltou à Gávea em 1996. Parabéns Bruno.

É um absurdo culpar o goleiro Rafael


Acho um absurdo o que a imprensa e a torcida do Fluminense estão fazendo com o goleiro Rafael, ex-Internacional de Limeira. Ele foi apontado como o principal responsável pela goleada sofrida pelo time carioca em Quito, no Equador, na primeira partida da final da Copa Sul-Americana contra a LDU. Eu assisti o jogo inteiro na quarta-feira e achei que o arqueiro falhou apenas no gol de cabeça do time equatoriano, marcado pelo artilheiro Edson Mendez, aliás autor de 3 gols no encontro.

Gente do céu, os outros gols foram verdadeiros mísseis. Podia colocar dois goleiros que mesmo assim aquelas pancadas entrariam. Além dos equatorianos chutarem forte demais, a bola vem para o gol numa velocidade absurda em razão da altitude de 2.850 metros acima do mar. Não há goleiro que consiga evitar. O repórter César Roberto, da Rádio Educadora de Limeira 1020 AM, de quem admiro demais, chegou até a dizer que Rafael não exerga de noite. Brincadeira!

Ontem, até o preparador de goleiros do Fluminense, Vítor Hugo, saiu em defesa de Rafael, culpando a altitude. Pode reparar, é muito comum na Bolívia esses chutes de fora da área entrarem. É a principal arma de quem joga nessa situação. A Argentina tomou 6 na Bolívia e o River Plate do Uruguai apanhou de 7 da LDU pelas semifinais no Equador. Não adianta apontar culpados agora, o Fluminense perderia de goleada de qualquer jeito em Quito, mesmo jogando um bom futebol. No Estádio Casa Blanca eles são simplesmente imbatíveis.

Não podemos esquecer que até agora Rafael vem sendo um dos principais responsáveis pela reação fulminante do Fluminense no Campeonato Brasileiro, fazendo defesas importantes e garantindo resultados expressivos. Era mais ponderável elogiar o arqueiro do que criticá-lo nesse momento de decepção nas Laranjeiras.

É perigoso até o time de Cuca não vencer o Vitória, amanhã no Maracanã, pois o ambiente alegre e descontraído das últimas semanas (13 jogos invictos) foi trocado por um clima tenso, de preocupação e principalmente de ansiedade.

Serão conhecidos hoje os finalistas da Copa Gazeta Dente-de-Leite

O Sindicato dos Papeleiros receberá nesta manhã as semifinais da Copa Gazeta Dente-de-Leite, categoria Sub-13. Na preliminar às 8h30, o Independente enfrenta o SEL/Cordeirópolis. Logo em seguida, às 10h, clássico entre Metalúrgicos e Internacional. A entrada é franca.
Favoritismo apenas no confronto entre Independente e SEL/Cordeirópolis. O “Galinho” está cotado até para conquistar o título desta edição. O time comandado pelo técnico Jabuti conta com quatro jogadores que desequilibraram na primeira fase, são eles o ala Pulga, o artilheiro Ederson, o meia Ramon e o oportunista Vítor Araújo. O Independente fez a melhor campanha do Grupo A, o chamado “grupo da morte”. O alvinegro foi o único que venceu na primeira rodada ao fazer 2 a 0 no Limeira FC, gols de Ramon e Ederson. Depois, empatou com o Metalúrgicos por 1 a 1. Sua classificação foi conquistada com a goleada sobre o CT Amarildo por 4 a 1, com direito a três gols de Ederson, o nome da partida.
O SEL, seu adversário desta manhã, atacou de azarão na primeira fase. Comandado por Valdir Pessoa, o time de Cordeirópolis conseguiu surpreender o favorito Papeleiros na última rodada da fase de classificação, vencendo por 1 a 0, gol de Renato. Nos dois primeiros jogos, o SEL empatou sem gols com o Tié Sports e perdeu de goleada para a Internacional por 4 a 0. Ou seja, o único gol que marcou nessa fase, foi a sua classificação. O SEL quer fazer história e promete muita luta.
O principal jogo das semifinais será o clássico entre Internacional e Metalúrgicos. O “Leãozinho” chega a esta fase com uma artilharia pesada. O técnico Gilcimar Júnior não cansa de elogiar o seu sistema ofensivo, formado por Gilcimar Júnior, Guilherme e Bruno. O alvinegro empatou com o Papeleiro na rodada da abertura por 1 a 1, graças a um gol no último minuto de Alexandre. A recuperação veio na sequência com a goleada sobre o SEL/Cordeirópolis por 4 a 0 e a vitória contra o Tié Sports por 2 a 0.O Metalúrgicos, que conquistou as três primeiras edições do dente-de-leite (2005, 2006 e 2007), precisou da última rodada para se classificar. A vaga foi garantida com a goleada sobre o Limeira FC por 5 a 0.
O time dos irmãos Lopes ficou devendo futebol nas duas primeiras rodadas, quando empatou com CT Amarildo (0 x 0) e Independente (1 x 1). Os ganhadores farão a final no próximo fim de semana.Os melhores momentos das duas partidas poderão ser acompanhados no Segunda Esportiva da TV Jornal. O programa será exibido às 20h30, com a apresentação de Roberto Lucato. Até agora foram marcados 27 gols em 12 jogos, média de 2,25

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Definidos os grupos da Taça Libertadores 2010

PRÉ-LIBERTADORES:
Jogo 1 - Táchira (VEN) x Paraguai 3
Jogo 2 - México 3 x Peru 3*
Jogo 3 - Argentina 5* x Chile 3
Jogo 4 - 4º col. Brasileirão x Bolivia 3*
Jogo 5 - Argentina 6* x Equador 3
Jogo 6 - Racing (URU) x Colômbia 3*

FASE DE GRUPOS:
GRUPO 1
Corinthians
Cerro Porteño
Colômbia 2
Vencedor do jogo 6

GRUPO 2
3º colocado do Brasileirão
Paraguai 2
Once Caldas
México 2

GRUPO 3
Estudiantes
Bolívar
Peru 2
Vencedor do jogo 2

GRUPO 4
Argentina 4
Blooming
Peru 1
Vencedor do jogo 1

GRUPO 5
2ª colocado do Brasileirão
Cerro (URU)
Equador 5
Vencedor do jogo 5

GRUPO 6
Argentina 3
Nacional
Equador 2
Morelia (MEX)

GRUPO 7
Velez Sarsfield
Chile 2
Deportivo Itália (VEN)
Vencedor do jogo 4

GRUPO 8
Campeão brasileiro
Universidade do Chile
Caracas
Vencedor do jogo 3

Sorteio dos grupos da Libertadores será às 13h30


Está quase tudo pronto para o sorteio dos grupos da Taça Libertadores da América de 2010. O evento está marcado para as 13h30 (horário de Brasília), em Luque, no Paraguai. Dos 38 times que serão distribuídos pelos grupos e pelos confrontos da fase prévia, 20 já têm seus nomes conhecidos. Veja abaixo a situação de cada país e os classificados e uma matéria bem feita pelo Globo Esporte.

Vale lembrar que os mexicanos San Luis e Guadalajara, que foram eliminados nas oitavas de final da edição deste ano por causa do surto de nova gripe no país, entrarão na mesma fase em 2010, como forma de compensação. No Brasil, apenas o Corinthians, campeão da Copa do Brasil, está garantido. São Paulo e Flamengo têm mais de 90% de chances, enquanto Internacional/RS, Palmeiras, Atlético/MG e Cruzeiro brigarão pelas últimas duas vagas.

Conheça a situação de cada país e seus representantes

Argentina
Atual campeão da Libertadores, o Estudiantes está garantido na edição de 2010. As outras cinco vagas vão para o campeão do Torneio Clausura, o Vélez Sarsfield; o campeão do Torneio Apertura, que terminará no dia 13 de dezembro e tem o Banfield como líder; e os três times de maior pontuação na temporada. Um deles é o Colón. Lanús, Banfield e Newell's Old Boys estão bem colocados, o Boca Juniors tem poucas chances, e o River Plate já está fora.

Bolívia
Dois times já estão classificados: Blooming, que em outubro conquistou o Torneio Clausura, e o Bolívar, vencedor do Torneio Apertura. Está sendo disputado um mata-mata para decidir vagas para a Libertadores e a Sul-Americana, com a semifinal reunindo os jogos Bolívar x Oriente Petrolero, e The Strongest x Real Potosí. O campeão será Bolívia 3 no sorteio - se for o Bolívar, abrirá vaga para o Real Potosí, segundo colocado no Apertura.

Chile
A Universidad de Chile será o representante número 1 do país no sorteio, por ter vencido o Torneio Apertura. O segundo time será o campeão do Clausura, que está na fase semifinal, com os confrontos Audax Italiano x Santiago Morning, e Colo Colo x Universidad Concepción. O terceiro é a Universidad Católica, por ter feito a melhor campanha na fase de classificação do Clausura.

Colômbia
O Once Caldas, campeão da Libertadores em 2004, tentará o bi no ano que vem, já que conseguiu sua vaga ao ganhar o Torneio Apertura. O Torneio Finalización, que está em andamento, também classifica uma equipe. Estão na disputa da segunda fase: Atlético Junior, Deportes Tolima, Independiente Medellín, Deportivo Pereira, Real Cartagena, Independiente Santa Fe, Nacional de Medellín e Atlético Huila. O terceiro representante, que disputará a fase prévia da Libertadores, virá da soma de pontos nos dois torneios.

Equador
Deportivo Quito e Deportivo Cuenca conseguiram suas vagas ao chegarem à decisão do Campeonato Equatoriano. Os jogos, que serão realizados nos próximos fins de semana, definem o primeiro e o segundo representante do país. LDU e Emelec duelarão pela terceira colocação do torneio - e consequentemente por um lugar na fase prévia da Libertadores.

México
O único representante já conhecido no país é o Morelia, do volante limeirense Wilson Mathias. O time ficou em terceiro lugar na fase inicial do Apertura e foi beneficiado pelo fato de que o primeiro e o segundo (Toluca e Cruz Azul) já estavam classificados para a Concachampions, o equivalente da Libertadores na Concacaf. Outros dois representantes saem de um torneio classificatório, entre 2 e 13 de janeiro de 2010, reunindo América, Monterrey, Santos, Puebla, Atlante, Tigres, Estudiantes e Jaguares. Segundo acordo entre Conmebol e Federação Mexicana, San Luis e Guadalajara terão vaga garantida nas oitavas de final em 2010 por terem sido eliminados da edição deste ano, devido ao risco causado pela nova gripe no país.

Paraguai
Campeão do Torneio Apertura, o Cerro Porteño tentará pela 33ª vez conquistar a Libertadores. As outras duas vagas ficarão com o vencedor do Torneio Clausura (o Nacional é o atual primeiro colocado, seguido pelo Libertad) e com o time com maior soma de pontos nos dois torneios.

Peru
O único classificado é o Universitario de Deportes, que já está na final do Campeonato Peruano. Seu adversário deve ser o Alianza Lima, que garantirá sua vaga neste domingo se bater o José Gálvez. O terceiro representante será decidido pela soma de pontos na temporada.

Uruguai
O país já tem seus três representantes. A tradição fica por conta do Nacional de Montevidéu, campeão nacional na temporada 2008/2009. Os outros dois vieram da Liguilla, torneio classificatório para a Libertadores. O campeão foi o Cerro, que só disputou a competição continental em 1995, e o vice ficou com o Racing de Montevidéu, que fará sua estreia ao disputar a fase prévia.

Venezuela
O Caracas disputará sua sétima Libertadores seguida por ter conquistado em maio o Torneio Clausura. O Deportivo Italia, que já havia vencido o Torneio Apertura, em 2008, foi o primeiro time a se classificar. O Deportivo Táchira é o terceiro representante do país, pelo somatório de pontos nos dois torneios, e entrará na fase prévia da Libertadores.

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Classificação do basquete de Rio Claro para os play-offs é possível


O desânimo tomou conta dos jogadores de Rio Claro após a derrota em Araraquara para o Lupo/Palmeiras por 68 a 60, quarta-feira no Gigantão. Tratava-se de um confronto direto, onde uma vitória do time comandado por Marcelo Tamião deixaria a equipe rio-clarense dependendo apenas de suas forças para chegar a segunda fase do Campeonato Paulista da Série A-1. Por outro lado, com a vitória do time da casa, o Lupo, de Chuí, necessita de uma vitória em Sorocaba para carimbar o seu passaporte para os play-offs quartas de final.
Mas pelos meus cálculos matemáticos, nada está perdido para Rio Claro. A chance de classificação existe, claro que pequena, mas para que isso aconteça, seria preciso uma combinação de resultados, todos possíveis, nada de absurdo.
Além de vencer o São Bernardo, sábado às 18h, no Ginásio Felipão e o XV, na última rodada em Piracicaba, o Azulão teria que torcer para o São José vencer a Liga Sorocaba, em Sorocaba e para a mesma Liga Sorocabana derrotar o Lupo/Araraquara, em casa, na rodada final.
Se isso acontecer, Rio Claro terminaria a fase de classificação com a oitava colocação, com 10 vitórias e 14 derrotas, a frente do Lupo/Araraquara, que terminaria com 9 vitórias e 15 derrotas e da Liga Sorocabana, que teria o mesmo retrospecto do time araraquarense. Hoje à noite, Santo André perdeu em casa para Americana e deu adeus a qualquer possibilidade de classificação.
Classificação atual:
Equipes - vitórias - derrotas

1) Franca 18 - 05
2) São José 16 - 06
3) Bauru 16 - 07
4) Paulistano 16 - 07
5) Pinheiros 14 - 09
6) Assis 13 - 10
7) São Bernardo 10 - 12
8) Lupo/Araraquara 09 - 14
9) Rio Claro 08 - 14
10) Liga Sorocabana 08 - 14
11) Santo André 07 - 16
12) XV de Piracicaba 07 - 15
13) Americana 05 - 18

Maradona segue apostando em Palermo


O técnico Diego Armando Maradona tem uma dívida de gratidão com o centroavante Martín Palermo, afinal de contas, o goleador do Boca Juniors, mesmo sendo veterano, salvou a Argentina de um vexame nas Eliminatórias da Copa do Mundo, ao marcar o gol da vitória contra o Peru, nos acréscimos, pela penúltima rodada. Um empate naquela ocasião praticamente tiraria a Argentina da competição da África do Sul. A classificação veio com a vitória dramática no Uruguai.

Pois bem, Palermo foi lembrado hoje por Maradona e convocado para o amistoso contra a Seleção da Catalunha, que será disputado no dia 22 de dezembro. Achei uma atitude correta e coerente. Também o convocaria se fosse o técnico. Ele merece e é um ídolo nato dos argentinos.

Neste confronto, o treinador não estará no banco de reservas em cumprimento da suspensão de dois meses imposta pela Fifa por causa das ofensas feitas pelo treinador à imprensa em entrevista coletiva depois da vitória da Argentina sobre o Uruguai, no dia 14 de outubro. Para o lugar de Maradona no banco de reservas, estarão Alejandro Mancuso, ex-volante do Palmeiras e Héctor Enrique.
O treinador convocou cinco jogadores que atuam na Argentina, e como surpresa chamou Cristian Alvarez, do Arsenal. Maradona também deixou de fora os jogadores do Estudiantes de La Plata, em razão da disputa do Mundial de Clubes, entre eles o volante Juan Sebastián Verón, eleito hoje o melhor jogador da Taça Libertadores da América de 2009, quando acabou com o Cruzeiro no Mineirão. O jogador receberá US$ 60 mil, sendo que metade do valor será destinado para uma instituição de caridade de sua escolha. O troféu é de autoria do artista brasileiro Romero Britto.
Maradona voltou apostar na dupla sensação do futebol espanhol: Lionel Messi, do Barcelona, e Gonzalo Higuaín, que vive ótima fase no Real Madrid.
Lista dos convocados:
Goleiros: Diego Pozo (Colón) e Mariano Andujar (Catania).
Zagueiros: Nicolás Pareja (Espanyol), Martín Demichelis (Bayern Munich), Nicolás Otamendi (Vélez) e Cristian Ansaldi (Rubin Kazan).
Meias: Fernando Gago (Real Madrid), Maxi Rodríguez (Atlético Madrid), Jesús Dátolo (Nápoli), Angel Di María (Benfica), Pablo Aimar (Benfica), Javier Mascherano (Liverpool), Mario Bolatti (Huracán) e Alvarez (Arsenal).
Atacantes: Gonzalo Higuaín (Real Madrid), Sergio Agüero (Atlético Madrid), Lionel Messi (Barcelona), Martín Palermo (Boca) e Ezequiel Lavezzi (Nápoli).

Finais do Interior de Basquete começam amanhã no Nosso Clube

O Nosso Clube receberá neste fim de semana a Final do Interior do Campeonato Infantil (Sub-15) de Basquete. A competição reunirá os 4 vencedores dos quadrangulares que envolveram os melhores de cada região: além dos nossoclubinos, que têm apoio de Medical, Café Kühl, Colégio COC Acadêmico, Winner e Seme, jogarão AABB/COC, Aspa/Franca e Associação Mocoquense. Os dois primeiros colocados garantirão vaga na Final Estadual, da qual participarão também o campeão e o vice da Grande São Paulo.A equipe do Nosso Clube conta com os atletas Caike, Deryk, Rafael, Bruno, Pedro, Bruyere, Gabriel Buck, Matheus, Ebenezer, Andrey, Gabriel Jamba, Eduardo e Felipe e tem comando do técnico Jece. Todos os jogos acontecerão no ginásio “Waldomiro Francisco”, com entrada franca.
A rodada será aberta nesta sexta-feira com: Associação Mocoquense x Aspa/Franca, às 18h30 e Nosso Clube x AABB/COC, às 17h.
No pré-mini, o Nosso Clube disputará as semifinais da Série Ouro da Associação Regional de Basquete (ARB) contra a Associação Esportiva Mocoquense. O primeiro jogo será em 1º de dezembro, às 16h30, e o segundo, no dia 2, no mesmo horário, ambos no ginásio “Waldomiro Francisco”.

Maior goleada em decisões sul-americanas foi do São Paulo


A goleada aplicada pela LDU contra o Fluminense, ontem à noite em Quito, está nos principais jornais sul-americanos, em especial os cariocas. O resultado colocou um ponto final em uma invencibilidade de 13 jogos do time comandado pelo técnico Cuca (9 vitórias e 4 empates). O placar de 5 a 1 praticamente garantiu o título da Copa Sul-Americana ao time equatoriano, que nas semifinais já havia atropelado o River Plate, do Uruguai, por 7 a 0.

A goleada sofrida no Estádio Casablanca, graças a um show de Edson Mendez (foto), foi uma das mais vexatórias em se tratando de finais de competições sul-americanas. Só um resultado em todos os tempos pela Conmebol supera a derrota do Fluminense: a decisão da Copa Conmebol de 1994 entre São Paulo e Peñarol.

Naquele ano, o time apelidado de "Expressinho", e curiosamente comandado por Muricy Ramalho, goleou o time uruguaio por 6 a 1. Os principais destaques daquele time eram Juninho Paulista, Denilson e Catê. O zagueiro era Nelson, ex-Independente, e hoje jogando pelo Santa Cruz na Copa Gazeta Ouro. No jogo da volta, o Peñarol venceu por 3 a 0, insuficiente para ser campeão.

Um ano antes, o São Paulo também proporcionou uma sonora goleada. Na decisão da Taça Libertadores de 1993, o time que tinha entre as estrelas Raí, Vítor, Cafu e Palinha fez 5 a 1 no Universidad Católica, no Morumbi. No jogo da volta, derrota por 2 a 0 e título do Tricolor, de Telê Santana.

Segundo o repórter Dassler Marques, do Terra, apenas uma vez na história das finais sul-americanas, uma vantagem de quatro gols foi revertida. Foi em 1995, na decisão da Copa Conmebol entre Atlético-MG e Rosario Central. Os brasileiros venceram por 4 a 0 no Mineirão, mas sofreram exatamente o mesmo placar no Gigante do Arroyito, levando a decisão para os pênaltis. O título ficou com o time argentino.

Piores derrotas em finais de competições sul-americanas:

Supercopa da Libertadores 1992
Cruzeiro 4 x 0 Racing

Taça Libertadores 1993
São Paulo 5 x 1 Universidad Católica

Copa Conmebol 1994
São Paulo 6 x 1 Peñarol

Copa Conmebol 1995
Atlético-MG 4 x 0 Rosario Central
Rosario Central 0 x 4 Atlético-MG

Copa Sul-Americana 2002
Atlético Nacional 0 x 4 San Lorenzo

Se Winner tivesse eliminado Joinville, jogaria no México na Liga das Américas


Até hoje eu tenho a nítida impressão de que a Winner não encerraria suas atividades no segundo semestre de 2009 se o time tivesse passado pelo Joinville, nos playoffs quartas-de-final do Novo Basquete Brasil.
Se você se recordar, eliminar o time catarinense significava garantir uma vaga na Liga das Américas de 2010. Desta forma, Cássio Roque teria se esforçado ainda mais para manter todo aquele elenco vitorioso, campeão paulista, com Nezinho, Renato, Shamell, Fiorotto e Teichmann. O interesse dos novos patrocinadores seria ainda maior, mas o investimento também, principalmente com viagens e hospedagens.
Mas Joinville venceu por 3 jogos a 1, não dando chances nem para a equipe limeirense tentar a vaga no quinto e decisivo jogo, que seria novamente e Joinville, já que o time de Alberto Bial tinha feito a melhor campanha na fase de classificação. Nesta foto, Nezinho é marcado por Espiga. Foi no jogo derradeiro, em que fomos eliminados em pleno Vô Lucato.
Pois bem, nesta semana foram divulgados os grupos da Liga das Américas e caso a Winner estivesse incluída na competição sul-americana, jogaria no México pelo Grupo C. Seus adversários seriam Halcones Xalapa (México), Obras Sanitarias (Argentina) e Malvín (Uruguai). Os jogos seriam disputados no Ginásio USBI Xalapa, em Veracruz, no México, e fatalmente lá eu estaria com o repórter Biduzinho cobrindo pela Rádio Educadora 1020 AM, a rádio oficial do basquete limeirense.
Confesso que me bateu uma tristeza de saber disso. Tinha tudo para ser uma brilhante participação dos comandados de Zanon, que participariam pela primeira vez de uma competição internacional. Pensou nisso? Desta forma, os representantes do Brasil nesta competição serão Flamengo, Universo/Brasília, Pitágoras/Minas, além é claro, de Joinville.

Confira todos os grupos e os jogos:
Grupo A:
Local - Ginásio Cerruti, em Córdoba, na Argentina
Atenas de Córdoba (Argentina)
Pitágoras/Minas (Brasil)
Soles de Mexicali (México)
Quimsa (Argentina)

06/12/2009
20h - Pitágoras/Minas x Quimsa
22h - Atenas de Córdoba x Soles de Mexicali

07/12/2009
20h - Soles de Mexicali x Pitágoras/Minas
22h - Quimsa x Atenas de Córdoba

08/12/2009
20h - Quimsa x Soles de Mexicali
22h - Atenas de Córdoba x Pitágoras/Minas

Grupo B:
Local - Ginásio Estado Nueva Esparta, em Isla Margarita, na Venezuela
Espartanos (Venezuela)
Halcones Rojos (México)
Capitanes de Arecibo (Porto Rico)
Flamengo (Brasil)

14/12/2009
18h30 - Flamengo x Capitanes Arecibo
20h40 - Espartanos x Halcones Rojos

15/12/2009
18h30 - Halcones Rojos x Flamengo
20h40 - Capitanes Arecibo x Espartanos

16/12/2009
18h30 - Capitanes Arecibo x Halcones Rojos
20h40 - Espartanos x Flamengo

Grupo C:
Local - Ginásio USBI Xalapa, em Veracruz, no México
Halcones Xalapa (México)
Obras Sanitarias (Argentina)
Joinville (Brasil)
Malvín (Uruguai)

12/01/2010
18h - Obras Sanitarias x Joinville
20h - Halcones Xalapa x Malvín

13/01/2010
18h - Malvín x Obras Sanitarias
20h - Joinville x Halcones Xalapa

14/01/2010
18h - Joinville x Malvín
20h - Halcones Xalapa x Obras Sanitarias

Grupo D:
Local - Roberto Duran Arena, na Cidade do Panamá, no Panamá
Navieros de Colon (Panamá)
Halcones Córdoba (México)
Universo/Brasília (Brasil)
Peñarol (Argentina)

23/01/2010
17h - Peñarol x Universo/Brasília
19h - Navieros de Colon x Halcones Córdoba

24/01/2010
17h - Halcones Córdoba x Peñarol
19h - Universo/Brasília x Navieros de Colon

25/01/2010
17h - Universo/Brasília x Halcones Córdoba
19h - Navieros de Colon x Peñarol

LDU pára o Fluminense com passeio


A Copa Sul-Americana terminou ontem. A LDU, como já era previsto, goleou o Fluminense impetuosamente por 5 a 1, e ainda por cima de virada no Estádio Casa Blanca.
Quando o argentino Dario Conca fez 1 a 0 para o time brasileiro logo aos 28 segundos, cheguei a pensar que a sorte estava mesmo ao lado do time carioca, que vinha de 8 vitórias seguidas e 13 de invencibilidade.
Durante o Painel Esportivo da Rádio Educadora 1020 AM, discuti com o repórter César Roberto. Eu afirmei que o Fluminense levaria uma "mela" e que deveria levar o time reserva para Quito, priorizando o Campeonato Brasileiro, onde corre um sério risco de rebaixamento.
Cuca foi teimoso, ou melhor, apostou na união e no bom momento de sua equipe. Pagou um preço caro, pois além da sonora goleada, a tal sapatada pode interferir diretamente no jogo decisivo de domingo, contra o Vitória no Maracanã.
Na minha opinião, não precisa nem ter o jogo da volta. Jamais o time carioca conseguirá derrotar a LDU por 4 gols de diferença. É perigoso até perder novamente. Em uma de minhas postagens anteriores, escrevi que a superioridade da LDU era evidente.
E não vem culpar a altitude de 2.850 metros. A LDU jogou muito bem e poderia até fazer 10 a 1, se as inúmeras chances criadas resultassem em gols. O Fluminense escapou de levar a maior goleada de sua história, provando que é mesmo freguês do time equatoriano, que tem entre seus destaques o lateral Reasco, ex-São Paulo.
A defesa do Fluminense viajou pensando em marcar o argentino Cláudio Bieller, artilheiro da competição com 8 gols, mas esqueceu do bom Edson Mendes, que curiosamente não foi bem no PSV da Holanda. Em uma noite inspirada, o atacante marcou três gols e implodiu o time brasileiro, que voltará abalado ao Brasil. Da onde chutava, entrava. Só na gaveta. Tenha dó. Ô pontaria. Coitado do goleiro Rafael (foto) ex-Inter de Limeira.
Vocês precisavam ver a cara do meu pai Edmundo Silva, torcedor fanático do Fluminense. Ele não conseguiu fechar a boca. Sou vascaíno, mas gostaria de ver o Pó de Arroz campeão. Agora o sinal amarelo está ligado. Restam 3 jogos para o fim da temporada, que ainda poderá ser trágica para o time de Cuca.

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Marquinhos Costa é o novo técnico do Independente


O Independente saiu na frente da Internacional e anunciou primeiro o seu novo treinador para 2010, ano de dois derbys. Trata-se de Marcus Vinícius Domiciano Costa, de 47 anos, o Marquinhos Costa, ex-técnico do próprio Leão. Junto com ele chegam ao Estádio Comendador Agostinho Prada o preparador físico Fábio Tuzzi, o preparador de goleiros Piauí e o massagista Everaldo.

Marquinhos Costa, que estava comandando o time juvenil da Ponte Preta de Campinas, foi campeão paulista Sub-20 em 2003, perdendo apenas um jogo no comando da Internacional, que foi para o Guarani, em Pedreira. Na fase final, o "Leãozinho" eliminou o São Paulo vencendo em casa por 3 a 1 e empatando no Morumbi por 2 a 2. Depois, bateu o time de Jundiaí na decisão, vencendo as duas partidas por 1 a 0. E olha que o Paulista tinha entre os titulares o goleiro Victor e o zagueiro Réver, que hoje defendem o Grêmio, além do atacante Márcio Mossoró. O atacante leonino Fabinho, autor do gol do título, terminou como artilheiro da competição com 9 gols. Depois de comandar o Leão, Marquinhos Costa passou pelo Araxá/MG em 2004, no Paranoá/DF em 2005 e nas temporadas seguintes passou pelo Rio Branco de Americana e pelo Atibaia. Ele nasceu em 14/04/1962, na cidade de Andradas, Minas Gerais.

Seis jogadores já foram contratados pela diretoria galista para a Segundona de 2010, são eles os zagueiros Neném (jogou pelo Independente este ano) e Rafael (Palmeiras de Porto Ferreira), os meias Naldinho (Sumaré) e Luís Guilherme (Rádium de Mocóca) e os atacantes Edelvan (jogou pelo Independente este ano) e Acácio (Palmeiras de Porto Ferreira). Tudo leva a crer que o empresário Mário Rodrigues, o Marinho, seguirá como presidente para a próxima temporada.

Que injustiça com Ricardo Gomes


A diretoria do São Paulo está coberta de razão. Foi um grande erro não incluir o nome de Ricardo Gomes na lista dos três melhores técnicos do Campeonato Brasileiro. O treinador do Tricolor poderia muito bem entrar na vaga de Celso Roth, que é um eterno fracassado, me desculpe a franqueza.

Pode reparar, todo time que Roth comanda não conquista título. Ele é técnico de fase de classificação, apenas isso. Foi assim com o Grêmio no ano passado, quando liderou 90% do Brasileirão e depois o entregou de bandeja ao São Paulo e agora com o Atlético/MG, que viu suas chances de ser campeão ficarem bastante reduzidas após perder em pleno Mineirão para Flamengo e Internacional/RS. Nunca gostei do Roth e cada vez mais tenho a confirmação de que ele não é um bom técnico.

Errou quem votou em Roth e esqueceu de Ricardo Gomes. Quanto aos outros concorrentes pelo cobiçado Troféu da CBF, estou de pleno acordo. Silas para mim vai até levar para casa esse troféu, pois fez milagre com o modesto time do Avaí, com William e Muriqui no ataque, quem diria. Andrade, apesar de bonachão, conseguiu trazer de volta a alegria ao Flamengo e conseguiu excelentes resultados, muitos até surpreendentes. O elenco aceitou o Andrade e isso o ajudou muito.

Andrade pode até ser campeão brasileiro, pois a tabela favorece o time carioca, que enfrentará Corinthians e Grêmio, times que não querem ver a felicidade de São Paulo e Internacional/RS, seus rivais respectivos. Já o São Paulo pode tropeçar diante do embalado e turbinado Goiás.

Ricardo Gomes assumiu o São Paulo no lugar de Muricy Ramalho, demitido depois da eliminação para o Cruzeiro na Taça Libertadores da América. Foi antes da oitava rodada do Brasileirão, quando o time estava na 16ª colocação. Ao todo, somou 16 vitórias, 7 empates e 6 derrotas em 29 jogos, levando o time à liderança. Que baita injustiça hein minha gente?

Nezinho é campeão em Brasília


O armador Nezinho, eterno ídolo da torcida da Winner, conquistou mais um título em sua vitoriosa carreira. Defendendo o Universo/Brasília, o jogador foi campeão Brasiliense de 2009. Na final, sua equipe derrotou a Universidade Católica por 109 a 69, no Ginásio da ASCEB, em Brasília. Foi a terceira e última rodada da fase final. Com este resultado, o time comandado pelo técnico Aluisio Ferreira, o Lula, fechou a etapa decisiva da competição com 6 pontos, decorrentes de três resultados positivos.

Os jogadores mais efetivos do Universo foram Arthur e Rossi, ambos com 21 pontos, e Nezinho (foto), com 15 pontos. Lula não pôde contar com os jogadores Alex Garcia e Mineiro, que seguem em tratamento médico.Foi também o primeiro título do ala/pivô Guilherme Giovannoni com a camisa do Universo. Os outros resultados do Universo nesta fase final foram: 136 a 49 contra a UNB e 134 a 37 contra o Minas Brasília Tênis Clube.

Este foi o décimo título consecutivo do Universo/Brasília no Campeonato Brasiliense, que é organizado pela Federação de Basquetebol do Distrito Federal. As outras conquistas aconteceram nos anos de 2000, 2001, 2002, 2003, 2004, 2005, 2006, 2007 e 2008.Após o título brasiliense, a equipe da capital volta à quadra nesta sexta-feira, pela quinta rodada do NBB, para enfrentar Bauru. A partida ocorre às 20h, em Bauru.

Se tudo ocorrer como a diretoria da Winner espera e os ansiosos torcedores também, Nezinho se apresentará em Limeira no mês de junho, onde participará do Campeonato Paulista e do NBB, agora sob o comando do técnico Demétrius.

Vou torcer para o Fluminense, mas vai dar LDU


Quase todo mundo sabe que eu torço para o Vasco da Gama. Mas ao contrário de muitos companheiros de time, eu tenho uma simpatia muito grande pelo Fluminense. Meu falecido tio Nute fez parte da diretoria do Flu e meu pai é um dos torcedores mais fanáticos do time das Laranjeiras.É por isso que hoje sou Fluminense mesmo.
Queria que o tal ano perdido do time de Cuca se transformasse em um ano de glória, com o título da Copa Sul-Americana e o não rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro. Por outro lado, acho a LDU um time mais forte, mais experiente, mesmo tendo perdido seus principais jogadores após a conquista da Taça Libertadores da América de 2008, casos de Urrutia (Fluminense), Guerron (Cruzeiro) e Bolaños (Internacional/RS), todos que estão disputando o atual Brasileirão. Em casa a LDU é imbatível mesmo, com o argentino Bieller (foto) jogo tudo o que sabe.
O Fluminense tem mais 4 jogos para fechar o ano. Na minha opinião, o time carioca escapa da degola no Nacional, mas será vice-campeão da Sul-Americana, perdendo outra vez para o time equatoriano, algoz do Flu. Para quem não se lembra, a LDU foi a responsável pela maior decepção da história do Fluminense. Na decisão da Libertadores, o time brasileiro perdeu o primeiro jogo em Quito por 4 a 2, dificultando sua vida na volta, quando ganhou por 3 a 1, no Maracanã. O time equatoriano levou a melhor nos pênaltis e Washington, hoje no São Paulo, errou a última cobrança. Foi uma tragédia.



Talvez a maior preocupação desta noite em Quito seja o desgaste da maratona de jogos e viagens. Nem a altitude (2.580 metros acima do nível do mar) está sendo levada em consideração nesse momento. Ainda bem que a média de idade dos jogadores do Fluminense é baixa. Pulmão em dia.
Cuca, que um dia foi técnico da Internacional de Limeira, vem comandando a incrível arrancada do Fluminense: já são 13 jogos sem derrotas, sendo 8 vitórias consecutivas, claro que somando as duas competições que o time disputa. A campanha do Fluminense no returno do Brasileirão já é a quarta melhor, perdendo apenas para Flamengo, Cruzeiro e São Paulo. Foram 17 jogos, com 7 vitórias, 6 empates e 4 derrotas, contabilizando 27 pontos. Hoje eu apostaria num placar de 3 a 1 para a LDU, com dor no coração, mas escrevendo com a razão.

Ficha Técnica

LDU - Domínguez; Jairo Campos, Carlos Espínola e Norberto Araújo; Reasco, Bolaños, Araujo, Méndez e Diego Armando Calderón; Walter Calderón e Bieler. Técnico - Jorge Fossati.
Fluminense - Rafael; Cássio, Dalton e Gum; Mariano, Diguinho, Maurício, Conca e Marquinho; Alan e Fred. Técnico - Cuca.
Árbitro - Roberto Silvera (URU).
Local - Estádio Casa Blanca, em Quito (Equador), às 21h50.

Invencibilidade do Fluminense
07/10 - 1 x 1 Corinthians (casa)
10/10 - 2 x 1 Santo André (fora)
17/10 - 2 x 2 Internacional (casa)
22/10 - 2 x 2 Universidad do Chile (casa)
25/10 - 2 x 2 Goiás (fora)
29/10 - 2 x 1 Atlético/MG (casa)
01/11 - 3 x 2 Cruzeiro (fora)
05/11 - 1 x 0 Universidad do Chile (fora)
08/11 - 1 x 0 Palmeiras (casa)
11/11 - 1 x 0 Cerro Porteño (fora)
15/11 - 2 x 1 Atlético/PR (casa)
18/11 - 2 x 1 Cerro Porteño (casa)
22/11 - 3 x 0 Sport (fora)

Campanhas na Copa Sul-Americana
Fluminense
12/08 - 0 x 0 Flamengo (mandante)
26/08 - 1 x 1 Flamengo (visitante)
23/09 - 2 x 2 Alianza Lima/PER (fora)
01/10 - 4 x 1 Alianza Lima/PER (casa)
22/10 - 2 x 2 Universidad do Chile (casa)
05/11 - 1 x 0 Universidad do Chile (fora)
11/11 - 1 x 0 Cerro Porteño/PAR (fora)
18/11 - 2 x 1 Cerro Porteño/PAR (casa)
LDU
11/08 - 1 x 0 Libertad/PAR (casa)
25/08 - 1 x 1 Libertad/PAR (fora)
24/09 - 4 x 0 Lanús/ARG (casa)
01/10 - 1 x 1 Lanús/ARG (fora)
20/10 - 1 x 1 Velez Sarsfield/ARG (fora)
05/11 - 2 x 1 Velez Sarsfield/ARG (casa)
12/11 - 1 x 2 River Plate/URU (fora)
19/11 - 7 x 0 River Plate/URU (casa)
Campeões da Copa Sul-Americana
2002 - San Lorenzo/ARG - Nacional/COL
2003 - Cienciano/PER - River Plate/ARG
2004 - Boca Juniors/ARG - Bolívar/BOL
2005 - Boca Juniors/ARG - Pumas/MEX
2006 - Pachuca/MEX - Colo Colo/CHI
2007 - Arsenal/ARG - América/MEX
2008 - Internacional/RS - Estudiantes/ARG