.

Pesquisar este blog

Carregando...

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Últimas mortes de torcedores no Brasil


O técnico em informática Alex Furlan Santana (foto), de 29 anos, morador do Residencial Flora em Limeira e integrante da torcida organizada do Palmeiras, morreu na noite de domingo depois de briga generealizada com torcedores do São Paulo. Após o clássico realizado no Parque Antártica, caravanas se encontraram em um posto de combustível situado na Rodovia dos Bandeirantes em trecho de Jundiaí e houve confusão. Um são-paulino disparou tiros, segundo a Polícia Militar Rodoviária.

O encontro ocorreu por volta das 23h30 no posto situado no km 58 da Bandeirantes. Havia torcedores de várias cidades do interior, inclusive de Limeira e Rio Claro. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), a Polícia Militar Rodoviária do 4º Batalhão da 1ª Cia foi acionada e, quando chegou ao local, havia uma confusão generalizada. Um são-paulino teria efetuado quatro disparos e um policial precisou atirar para o alto e conter o tumulto. A rodovia, uma das mais importantes do Estado, chegou a ser interditada. Fiz um levantamento na internet sobre as últimas mortes ocorridas em brigas de torcida.

Brigas que resultaram em mortes:

1) 22/10/1988 - O palmeirense Cléo Sostenes, presidente da Mancha Verde, é a primeira vítima da briga de torcida no Brasil. Ele é assassinado com dois tiros.

2) 23/09/1992 - No Cemitério de Santo André, o palmeirense da Mancha Verde Sérgio Vivaldini, de 17 anos, foi sepultado, após ser assassinado com uma facada por um integrante da Torcida Independente.

3) 06/06/1993 - Um tiro à "queima-roupa" no coração tira a vida do são-paulino Leandro Araújo Lopes, de 16 anos. O disparo foi feito por um corintiano. O torcedor são-paulino teria ameaçado reagir, quando o corintiano tentou lhe arrancar a camisa.

4) 15/10/1994 - O são-paulino Nelson Ribeiro de Abreu, de 17 anos, é atropelado por um trem, em São Caetano do Sul, no ABC, quando cruzava a linha na tentativa de fugir de cerca de vinte torcedores da Gaviões da Fiel e da Camisa 12, que queriam tirar-lhe a camisa do São Paulo.

5) 20/08/1995 - Na final da Super Copa São Paulo de Juniores, são-paulinos e palmeirenses travaram uma batalha campal no estádio do Pacaembu. Entre mais de 100 feridos, o torcedor Márcio Gasparin da Silva, 16 anos, foi morto com pauladas na cabeça desferidas pelo palmeirense Adalberto Benedito dos Santos (na época integrante da Mancha Verde), condenado a 12 anos de prisão.

6) 20/04/2000 - Depois de fugir desesperadamente de um grupo de são-paulinos armados com pedaços de pau, o estudante corintiano Gideao Bastos, de 18 anos, voltou para procurar o amigo de infância, Vagner José de Llima, também de 18 anos. Vítima de um tiro e de uma sessão de pancadaria, ele morreu pouco depois no Hospital das Clínicas.

7) 14/10/2003 - O paraense Rosilvado Pinheiro Ferreira, de 31 anos, presidente da torcida do Paysandu "Terror Bicolor", e o torcedor do Ceará, José Renato de Sousa Pena, morreram em Fortaleza. Ambos sofreram uma emboscada quando estavam buscando novas camisas da organizada "Terror Bicolor", num ateliê.

8) 10/07/2004 - O estudante Gustavo Teles Gonçalves, de 15 anos, baleado quando voltava para casa depois da partida entre Atlético-MG e Cruzeiro, morreu no Hospital João XXIII, em Belo Horizonte. Gustavo voltava do Mineirão acompanhado do irmão Bernardo Teles Gonçalves, de 18 anos.

9) 16/10/2005 - O palmeirense Diogo Lima Borges, de 23 anos, morreu após ser baleado no abdômen antes de um jogo no Morumbi contra o Corinthians. Outro palmeirense, Olival Manuel Tibúrcio Júnior, 23, foi baleado no ombro. Logo após a partida, o corintiano Wellington Martins, 25, foi morto com um tiro no rosto.

10) 17/10/2005 - Anderson Thomas, 28, o "Conde", torcedor da Ponte Preta, foi espancado até a morte em Campinas, por cerca de 15 são-paulinos, enquanto tentava pegar ingressos gratuíto para o jogo.

11) 17/08/2006 - Rodrigo Almeida Carvalho, torcedor do Internacional/RS, discutiu com um vizinho, que também é Colorado, durante a comemoração de um título. Ele foi assassinado com um tiro no peito.

12) 07/09/2006 - Vinícius José Ribeiro da Fonseca, de 30 anos, torcedor do Botafogo, estava presente no confronto entre torcidas organizadas que gerou tiroteio no Rio de Janeiro. Ele morreu após ser atingido por um tiro no peito.

13) 06/05/2007 - Pedro Ferreira, de 23 anos, torcedor do Atlético Mineiro, integrava um grupo de torcedores do Atlético que tentou invadir uma área destinada a cruzeirenses na entrada do Mineirão. Foi agredido por um grupo de torcedores do Cruzeiro e morreu três dias depois, no Hospital João XXIII.

14) 07/12/2008 - Nilton César de Jesus, 26 anos, torcedor do São Paulo, foi baleado na nuca por um policial militar pouco antes do início do jogo entre Goiás e São Paulo pelo Campeonato Brasileiro. Morreu quatro dias depois, no Hospital de Base do Distrito Federal.

15) 18/01/2009 - Briga de torcida resultou na morte do jogador de futebol Jean da Cunha, de 17 anos. O assassinato aconteceu antes do jogo entre o Vasco e Desportiva.

16) 03/02/2009 - Uma discussão entre integrantes de uma torcida organizada do Santa Cruz/PE resultou na morte do jovem José Francisco dos Santos Filho, de 21 anos.

17) 15/02/2009 - Lucas Batista Marcelino, de 20 anos, torcedor do Atlético Mineiro, estava com um grupo de torcedores atleticanos que foi alvo de tiros disparados por dois homens de motocicleta, supostamente torcedores do Cruzeiro.

18) 04/06/2009 - Cleyton Ferreira de Souza, de 27 anos, morreu após ser agredido em um confronto entre membros das torcidas do Vasco da Gama e do Corinthians, em São Paulo. A briga ocorreu na marginal Tietê.

19) 19/06/2009 - Jeferson da Silva, de 19 anos, foi morto a pedradas por um grupo de oito torcedores, minutos após assistir ao jogo entre Confiança e América, em Aracaju.

20) 29/10/2009 - João Henrique Viana, de 21 anos, jovem torcedor do Atlético/PR, foi atropelado barbaramente depois de um Atletiba.

*** O Brasil, cinco vezes campeão mundial de futebol e sede da Copa de 2014, é o país que registrou mais incidentes fatais entre torcedores em jogos de futebol nos últimos dez anos, com 42 mortes, isso até julho de 2009. O número vem de um estudo feito por pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com base em dados fornecidos por jornais, revistas e rádios das principais cidades do país entre 1999 e 2008.

2 comentários:

  1. Por conta disso que cada dia mais eu me afasto do futebol, falo isso pq acompanho o Galo e a ?Inter desde os meus 4 anos, quando minha mãe fazia parte da Torcida Feminina do Galo, depois passei a ser leonino, fiz parte da Intenação, mas hj nem em estadio vou, e nao tenho vontade de ir tbem.
    Abraços
    Denilson

    ResponderExcluir
  2. faltou em 2004 final do mineiro morreu francisco agnaldo felicio vulgo tonelada torcedor do cruzeiro

    ResponderExcluir